terça-feira, 22 de julho de 2014

"O tempo não pára..."



"Porque o tempo não pára", porque a vida corre rápido, porque, sem quase darmos conta, perdemos alguns momentos, sorrisos, mãos nas mãos. Porque a vida é curta e apenas uma passagem. Porque sim...
Esta canção que anda nas bocas do mundo, escrita por Miguel Gameiro e cantada divinamente pela fadista Mariza:

"Eu sei que a vida tem pressa
Quer tudo aconteça sem que a gente peça
Eu sei, Eu sei
Que o tempo não para
O tempo é coisa rara
E a gente só repara quando ela já passou

Não sei, se andei depressa demais
Mas sei, que algum sorriso eu perdi
Vou pedir ao tempo
Que me dê mais tempo, para olhar para ti
De agora em diante, não serei distante
Eu vou estar aqui.

Cantei
Cantei a saudade
Da minha cidade
E até com vaidade

Cantei
Andei pelo mundo fora
E não via a hora
De voltar para ti

Não sei, se andei depressa demais
Mas sei, que algum sorriso eu perdi
Vou pedir ao tempo
Que me dê mais tempo, para olhar para ti
De agora em diante, não serei distante
Eu vou estar aqui.

Não sei, se andei depressa demais
Mas sei, que algum sorriso eu perdi
Vou pedir ao tempo
Que me dê mais tempo, para olhar para ti
De agora em diante, não serei distante
Eu vou estar aqui."

4 comentários:

Regina Freitas disse...

Mariza embora num registo diferente do que nos habituou, na mesma lindissimo este poema. ..."De agora em diante, não serei distante, eu vou estar aqui".

Lara Caetano disse...

<3

Filipa - minifeijao.blogspot.pt disse...

esse é o meu medo com a colocação na creche: perder momentos!

Arménia Santos disse...

Não posso pensar... A caminho do trabalho... Mas penso que estou a deixa-lo e que... Alguma coisa eu perdi...
Temos de aproveitar todo o tempo.